NOTA DE POSICIONAMENTO 

Plan International Brasil 

A Plan International Brasil se solidariza com a vítima do estupro coletivo noticiado na semana passada no Rio de Janeiro e com todas as outras mulheres e meninas que sofrem violência a cada dia em nosso país. A brutalidade do ocorrido comoveu e mobilizou o Brasil e o mundo, e colocou toda a sociedade em reflexão sobre a violência de que são vítimas meninas e mulheres diariamente.  

A violência sexual é a mostra mais clara das consequências de um modelo cultural machista e patriarcal, onde os homens se sentem no direito de usar o corpo da mulher como objeto, o que faz com que as mulheres, desde as primeiras etapas de sua vida, sejam vistas como propriedade do homem. E o movimento que tenta silenciar a discussão de gênero, em todas as instâncias, reforça esta violência e naturaliza as práticas abusivas. 

Nesse momento de dor e tristeza, mas também de mobilização e reflexão sobre as causas estruturantes da violência baseada em gênero, a Plan International Brasil: 

Reafirma que as violências contra mulheres e meninas têm causas estruturais que precisam ser reveladas e combatidas: o machismo, o racismo e o classismo marcam o processo de socialização da sociedade brasileira e por isso é necessário um esforço de toda a sociedade para que as bases da socialização sejam os princípios da justiça, igualdade de gênero, liberdade e respeito das diferenças.  

Exige que as políticas públicas e legislações para a promoção e proteção dos direitos de meninas e mulheres sejam mantidas, ampliadas e aperfeiçoadas, de modo que se garanta uma atenção integral e integrada, sem restrição, evitando a revitimização e garantindo a qualidade do atendimento, assim como a punição dos culpados.  

Reitera seus compromissos pela igualdade de gênero e empoderamento de mulheres e meninas e seguirá mobilizando a sociedade através de seus projetos, campanhas e mobilizações, no marco do Movimento Global “Por Ser Menina” (Because I am a Girl), e também em conjunto com outras organizações e com a Rede de Promoção dos Direitos das Meninas e Igualdade de Gênero, para que meninas e mulheres sejam protagonistas de suas vidas e alcancem seu pleno potencial, livres de violências e outras barreiras que lhe são impostas pelo fato de serem mulheres.

A Plan International Brasil conclama, então, toda a sociedade brasileira para unir esforços nesse movimento para garantir que meninas e mulheres possam viver livres de violência e que seus direitos sejam realizados plenamente.

 

Sobre a Plan

A Plan International é uma organização não-governamental de origem inglesa ativa há 76 anos e presente em 70 países. No Brasil desde 1997, a Plan possui, hoje, mais de 20 projetos que atendem, aproximadamente, 75 mil crianças e adolescentes. Sem qualquer vinculação política ou religiosa e sem fins lucrativos, está voltada para a defesa dos direitos da infância, conforme expressos na Convenção dos Direitos da Criança, da Organização das Nações Unidas. Assim sendo, a organização trabalha em prol da proteção e contra a violência e abusos de todo tipo, contra a pobreza, a desigualdade e a degradação do meio ambiente e por uma boa alimentação, saúde e educação. A Plan parte do princípio de que assegurar o direito de crianças e adolescentes é um dever e não uma escolha. Para isso, capacita as comunidades a fazer valer esses direitos. Mais informações sobre a Plan Brasil em www.plan.org.br.

 

Crédito: Lead Comunicação

 



VISUALIZAR APENAS POSTS RELACIONADOS A:

ESTUDOS E PESQUISAS COLUNISTAS REVISTAS THINK&LOVE


2012® Todos os direitos reservados.
Realização:


Parceiros: