Associação Pela Família


Fundação: 01/09/1966
Posso ser voluntário? Sim

CNPJ

61330817000112

MOTIVAÇÃO

A Associação Pela Família é uma instituição sem fins lucrativos, que tem como missão promover a efetivação do direito das pessoas à educação de qualidade, por meio de ações educativas e culturais. Sua atuação baseia-se nos princípios da justiça, solidariedade, respeito, ética, competência e responsabilidade.

MISSÃO

O objetivo da Associação é promover o pleno desenvolvimento da dignidade humana, por meio da
educação, sob todas as suas formas, criando e mantendo estabelecimentos de ensino e centros
sociais, considerando-se as diferentes etapas e modalidades de ensino.

IDEALIZADOR

A Associação originou-se do trabalho social iniciado em 1956 por um grupo de operárias e professoras que criaram pequenos núcleos assistenciais, nos quais funcionavam grupos de estudo e de catequese para crianças e adolescentes e um clube de mães, co
Francisco Augusto Carmil Catão é o presidente responsável pela Instituição, com mandato até 13 de agosto de 2013. Doutor em Teologia pela Universidade de Strasbourg – França. Reside na cidade de São Paulo, é brasileiro e casado.

COMO ATUA

A Associação Pela Família realiza seu trabalho social em dois centros de convivência, onde são desenvolvidas atividades educativas e culturais com crianças e adolescentes.
Esses centros estão localizados na cidade de São Paulo, em regiões onde grande parte da população classifica-se nos indicadores de média, alta e muito alta vulnerabilidade social .
Os Centros de Convivência Clarisse Ferraz Wey e Gracinha atendem crianças na faixa etária de 6 a 14 anos. Ambos localizam-se na região da subprefeitura do Butantã, onde 50.637 pessoas, 13,4% do total de 376.758 habitantes, estão classificadas no grupo de vulnerabilidade social muito alta.
O trabalho dos Centros de Convivência tem como eixo central o desenvolvimento humano por meio da educação e cultura. Oferece educação complementar à escola numa perspectiva de educação integral e objetiva propiciar situações que promovam aprendizagens ao público atendido, por meio de atividades de linguagem verbal, matemática, artes, tecnologia da informação, história, saúde e meio ambiente, entre outras.
A Associação Pela Família também atua em três escolas: O Centro Educacional Colibri, Escola Nossa Senhora das Graças e Nova Escola. O Centro Educacional Colibri proporciona educação formal de qualidade, da educação infantil ao ensino fundamental I com bolsas integrais de estudo.
Localizado no município do Embu das Artes, atende também crianças residentes no munícipio de Cotia, regiões que de acordo com o Índice Paulista de Vulnerabilidade Social (IBGE, censo demográfico 2000; Fundação Seade) têm grande parte de sua população classificada nos indicadores de média, alta e muito alta vulnerabilidade social, sendo que 81,63% da população de Embu e 59,45% da população de Cotia se encaixam nessas condições.
A Escola Nossa Senhora das Graças, localizada no bairro do Itaim Bibi, é considerada uma das escolas mais tradicionais da região e oferece turmas do ensino fundamental e médio.
Os objetivos educacionais, explícitos na proposta pedagógica da escola, visam contribuir para que o aluno se aproprie de saberes constituídos e legitimados socialmente, a partir do desenvolvimento de suas potencialidades e suas capacidades cognitivas, afetivas e sociais.
A Nova Escola fundamenta sua proposta na educação humanista, aliada à convivência e aprendizagem.
Localizada na Vila Mascote, a Nova Escola inspira-se nos princípios de igualdade e liberdade, e de acordo com a diretriz nacional para o ensino, de articulação entre mundo do trabalho e prática social, explicita como objetivo central do trabalho educativo o aporte de condições objetivas de compreensão e crítica das relações com a natureza, a sociedade e a produção científica, visando à sustentação das escolhas.

PRINCIPAIS PROJETOS

CENTRO EDUCACIONAL COLIBRI
• Projeto Bichos do Mar – Por meio do conhecimento acerca de algumas espécies marinhas, tem como objetivo favorecer o desenvolvimento da postura de investigador, além de promover, ainda que de forma não convencional, a escrita e a leitura de curiosidades e informações sobre esses animais.
• Cantando MPB – O projeto busca desenvolver habilidades e visão crítica dos alunos por meio do estudo sobre músicas e autores da música popular brasileira, despertando também o interesse e o gosto pela cultura musical do país.

GRACINHA – ESCOLA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

• Dinamídia – A fim de possibilitar o uso da comunicação como ferramenta pedagógica, pelo sétimo ano consecutivo os alunos do Ensino Médio participam do programa de educação para a mídia, que convida o aluno a se tornar protagonista no universo das mídias, saindo do papel de mero espectador. Nesse ano foi produzido o documentário M de Verdade.
• MISG – Modelo Interno de Simulação Gracinha – Projeto que se propõe a reproduzir a Assembleia da ONU e seu funcionamento, com comitês temáticos e debates sobre situações de crise internacional. Durante o evento é organizado também o Comitê de Imprensa, formado por alunos do 9º ano responsáveis pela cobertura jornalística das discussões, com edições diárias de jornais, simultaneamente à divulgação no site da escola. O tema norteador das discussões desse ano foi “Rio+20 e as questões de sustentabilidade”.
• Centro de Estudos Gracinha – Acreditando que a apropriação do conhecimento pelo sujeito possa ter reflexos em sua prática, no sentido de lhe conferir maior e melhor atuação profissional e social, o projeto do Centro de Estudos foi elaborado coletivamente para sua implementação em 2012. Foram realizados dois cursos e uma oficina que contaram com a presença de educadores da Associação Pela Família e de outras instituições de ensino.

NOVA ESCOLA

• DeBate Papo – Visa ampliar os repertórios da cultura geral, as reflexões sobre Educação e sobre o fazer educativo na Nova Escola e, ainda, divulgar as concepções da Nova Escola. Nesse ano, o DeBate Papo trouxe os seguintes temas: Desproblematizando a problemática da matemática, DeBate Papo Olímpico, Como o Brasil vem respondendo às demandas por qualidade na educação e DeBate Papo Profissional.
• Música na Escola – Tem como objetivo ampliar os repertórios da cultura musical, por meio da apresentação de instrumentos e composições de diferentes lugares e tempos, em parceria com a ECA - Escola de Comunicações e Artes da USP. Nesse ano foram realizadas dez apresentações musicais.

CENTRO DE CONVIVENCIA CLARISSE FERRAZ WEY

• Brincar e Aprender – O projeto tem como principal objetivo desenvolver a linguagem, o pensamento, a socialização, a iniciativa e a autoestima, e preparar a criança para ser um cidadão capaz de enfrentar desafios e ser protagonista de suas ações. Além disso, o projeto tende a proporcionar à criança o direito de brincar pelo prazer, estimular o aprendizado e favorecer o bom convívio social.
• Projeto Fio da Memória – Dando continuidade ao Projeto Memória Local, no qual crianças e familiares resgatavam sua história, relacionando-a à constituição da comunidade, neste ano foi iniciado o resgate da memória institucional do Clarisse, tendo como eixo a comemoração dos 25 anos de atuação do Centro no Jardim Jaqueline.
• Mostra Cultural 25 anos – Exposição de todos os trabalhos desenvolvidos durante o Projeto Fio da Memória, aberta à comunidade e com diversas apresentações musicais. As entrevistas realizadas com as pessoas que fizeram parte dessa história foram transformadas pelas crianças em ilustrações, pinturas, bordados e um vídeo.

CENTRO DE CONVIVÊNCIA GRACINHA

• Danças Brasileiras – Desenvolvimento da compreensão das relações entre corpo, dança e sociedade. Resgate e preservação da cultura de diversas regiões do nosso país por meio das danças Bumba Meu Boi, Coco de Pernambuco, Quadrilha, Pau de Fitas e Maracatu.
• Jovens na discussão do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente – Desenvolvimento da noção de cidadania ativa nos educandos por meio de discussões coletivas sobre os Direitos Fundamentais e o Estatuto da Criança e do Adolescente.


• Orquestra Passarim – Criado em outubro de 2011, o Projeto Orquestra Passarim oferece aulas de práticas musicais às 300 crianças e adolescentes atendidos nos Centros de Convivência Gracinha e Clarisse Ferraz Wey.
O objetivo do projeto é proporcionar aos educandos, por meio da prática de música em grupo, um exercício de inclusão e convívio social, de disciplina e de respeito, favorecendo a autoestima e a interação social, com base na ética e na cidadania.

ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA:

SP

COMO SE FINANCIA

A Associação Pela Família conta com diferentes frentes de captação de recursos, incluindo convênios com o poder público e parcerias com organizações sociais e empresas. Por ser certificada como instituição sem fins lucrativos, a Associação obtém isenções fiscais e, como contrapartida, aplica, no mínimo, 20% da receita proveniente das unidades escolares, na concessão de bolsas de estudo e no atendimento realizado nas unidades socioassistenciais.

COMO AJUDAR PESSOA FÍSICA

Existem várias formas de colaborar com a Associação Pela Família em sua missão de promover a efetivação do direito das pessoas à educação de qualidade. Doações: Doações periódicas ou pontuais com depósito no Banco do Brasil, agência 3336-7, conta corrente nº 10011-0, são bem-vindas e podem contribuir com nosso atendimento social. Voluntariado: Torne-se um voluntário, doando seu tempo, trabalho e talento em prol da nossa causa. Nota Fiscal Paulista: Por meio do Programa Nota Fiscal Paulista - Lei nº 12.685 de 29/08/2007 é possível doar suas notas fiscais sem identificar CPF ou CNPJ para que sejam cadastradas no site do programa e os créditos sejam revertidos para o Projeto Passarim.

COMO AJUDAR PESSOA JURÍDICA

Parcerias: Invista em um dos projetos realizados em nossas unidades socioassistenciais.



SITE:

http://www.aspf.org.br

CONTATO:

3054 2464 comunicacao03@aspf.org.br

LOCALIZAÇÃO:

Rua Bento de Andrade, 324
Sao Paulo - SP
CEP: 04503-000

REDES SOCIAS DESTA ONG:






2012® Todos os direitos reservados.
Realização:


Parceiros: